Carregando Notícia
TV e Famosos

Osmar Prado é demitido da Globo após sucesso em Pantanal como Velho do Rio

Ator estava na Rede Globo desde o ano de 1973, quando as novelas eram em preto e branco

Osmar Prado é considerado um dos atores mais aclamados na versão atual da novela ‘Pantanal’, que foi concluída na última semana. Entretanto, o artista teve o seu contrato interrompido com a emissora global se enquadrando dentro da nova política da TV Globo com seu elenco.

Assim como está acontecendo com outros atores da casa, Osmar Prado receberá por obras feitas. As informações foram apuradas pela coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo. Fora ‘Pantanal’, ele também trabalhou em ‘Ilha de Ferro’, uma série da Globoplay que atualmente vem passando na TV Globo.

Osmar Prado trabalhava na Rede Globo desde o ano de 1973, ainda quando as novelas eram feitas em preto e branco, ele estreou como protagonista em ‘Bicho do Mato’. Em seguida, deu vida a Júnior, que era o terceiro filho de Nenê e Lineu, dos atores Eloísa Mafalda e Jorge Dória, na primeira versão de A Grande Família.

Seus personagens mais aclamados e reconhecidos pelos noveleiros foram Tabaco, na novela Roda de Fogo, de 1986, e Tião Galinha na novela Renascer, de Benedito Ruy Barbosa. Quando foi perguntado se levava rancor pelo fato de não fazer parte do quadro de funcionários fixos, Osmar negou. “Jamais. Sempre fui muito bem tratado e respeitado”, disse.

Osmar Prado é um grande ator, são mais de 50 anos dedicados à televisão, ao teatro e ao cinema. Ele iniciou no universo artístico quando tinha apenas 10 anos no elenco da novela David Copperfield (1957), da TV Paulista. Daí em diante, não parou mais, passando por várias emissoras do país.

Sua estreia na Rede Globo aconteceu no ano que marcou a inauguração e primeira novela transmitida pela emissora, “Ilusões Perdidas” (1965). Apesar disso, seu contrato só foi assinado quando participou da novela Verão Vermelho (1969).

Após isso, emendou grandes sucessos como Assim na Terra Como no Céu (1970), O Cafona (1971), Bandeira 2 (1971) e seu primeiro destaque foi quando deu vida ao caipira Juba de Bicho do Mato (1972). Nos seus trabalhos mais recentes, podemos citar Amores Roubados (2014), Meu Pedacinho de Chão (2014), Nada Será como Antes (2016), Ilha de Ferro (2018), Carcereiros (2019) e Órfãos da Terra (2019).

Atualmente é casado com a bailarina Vânia Penteado, com quem tem relacionamento desde o ano de 1990. Juntos, eles somam três filhas: a atriz Janaína Prado, além de Luana e Tainá Prado.